O Descanso do Peregrino a Caminho de Santiago de Compostela

Obra homenageia brasileiros, que estão entre os que mais percorrem o Caminho de Santiago

O governo local da região espanhola de Castilla y León doou ao Parque da Juventude, na Capital, a estátua O Peregrino, feita em homenagem às pessoas que percorrem o Caminho de Santiago de Compostela, naquele país. A obra, uma réplica da que existe na Praça de São Marcos, em León, mostra em tamanho natural um homem sentado, descansando da enorme viagem que pode ultrapassar 500 quilômetros, dependendo do trajeto escolhido e do ponto de partida. Conta a lenda que a catedral da cidade de Santiago de Compostela guarda os restos mortais deste santo (São Tiago), um dos 12 apóstolos de Jesus Cristo.A maior parte do caminho é realizada dentro do território de Castilla y León.

Fora os hispânicos, os brasileiros formam o terceiro maior contingente de devotos a percorrer o caminho famoso e milenar até Compostela. A importância dessa cidade santa para os católicos da Europa é a mesma que Aparecida tem para os brasileiros.

Entre os povos que mais fazem o trajeto de Compostela estão os franceses e alemães. Nos últimos anos, porém, informa uma jornalista espanhola presente no evento, cresceu no local a presença de japoneses, apesar deste povo ser pouco representativo no mundo católico.



O secretário estadual de Esporte, Lazer e Turismo, Claury Santos Alves da Silva, elogiou a iniciativa do governo de Castilla. “Ficamos contentes em instalar esta obra no parque e a população está de parabéns porque São Paulo é a cidade brasileira que mais envia turistas a Santiago de Compostela”. Pelo lado espanhol, discursou o presidente da Junta de Castilla e León, Juan Vicente Herrera. Junta de governo na Espanha tem atuação administrativa e política análoga à dos governos estaduais brasileiros. Sentido da arte – A obra espanhola original foi esculpida há dezenas de anos pelo artista José Acuña, morto em 1991. Sua filha Luchy veio de Vigo, onde mora, especialmente para a cerimônia no Parque da Juventude. Feliz e orgulhosa pelo reconhecimento ao trabalho do pai, ela conta que ele teve, durante toda vida, contato estreito com as pessoas que percorrem o caminho de Compostela.

José Acuña fez mais oito estátuas mostrando a perseverança dos peregrinos em suas viagens à terra de São Tiago. Luchy observa que seu pai era surdo e mudo. Mesmo assim, ensinou sua arte durante anos para muitos jovens na região espanhola da Galícia.

Existem organizações brasileiras que reúnem peregrinos que visitaram ou pretendem ir a Compostella. Uma delas é a Associação de Confrades e Amigos do Caminho de Santiago, em São Paulo. A vice-presidente da entidade, Consuello Filgueira Solla, espanhola de nascimento, radicada no Brasil há 40 anos, conta que mais de 10 mil brasileiros já pisaram na terra e nas pedras do Caminho de Santiago.

Consuello diz que os peregrinos costumam caminhar a pé, de bicicleta ou a cavalo. Durante o trajeto, dormem e se alimentam em vários albergues ou em casas de moradores. Geralmente, o peregrino faz o percurso em etapas, uma a cada ano, ou período, até chegar a Compostela. Existem vários caminhos, que se entrelaçam. O mais famoso é o francês, com mais de 800 quilômetros. Há também o português e o inglês. Exposição de fotos – Depois da cerimônia no Parque da Juventude, as autoridades paulistas e espanholas se dirigiram ao Museu Afro Brasileiro, no Ibirapuera. No local, inauguraram a Exposição Itinerário, com 60 fotos coloridas e preto-e-branco, de três profissionais brasileiros e dois espanhóis, sobre o Caminho de Santiago, suas construções e personagens.

O Parque da Juventude está localizado no bairro do Carandiru, na Zona Norte da Capital. Erguido no local onda ficava a antiga Casa de Detenção, é hoje uma enorme área verde de 120 mil metros quadrados onde se praticam esportes, lazer e turismo. Possui 10 quadras poliesportivas e pistas para prática de skate, patins e de corrida.
Há aulas gratuitas de várias modalidades o dia todo, inclusive à noite. Ainda dispõe de lanchonete, bebedouros e banheiros, inclusive adaptados para portadores de deficiência.
Há também programas culturais como cursos, concertos e exposições. 

Pedro e o Peregrino (Pedregrino)
Ali foram construídos também uma escola técnica, uma unidade do Acessa São Paulo (com 110 computadores) e área de shows para apresentações.SERVIÇO
Parque da Juventude
Entrada gratuita pelas Avenidas General Ataliba Leonel, 490 e Zaki Narchi, 1.309
Carandiru, São Paulo.

Fonte: Portal do Governo do Estado de São Paulo